BTT Ervedosa – Um Passeio para homens de barba rija…

Pois… mais um ano na Rota do Mineiro. Desde que me conheço como ciclista de recreio, (com licença de competição..) que religiosamente por estas alturas de Maio, me desloco a Ervedosa para andar de bicicleta e passar momentos de diversão suprema.

Os atletas da "casa"!

Os atletas da “casa”!

Também é verdade que visto com muito orgulho a camisola do clube organizador, o BTT Ervedosa, facto que contribui muito para uma motivação especial para ali dar uma pedaladas.

Este ano não foi excepção. Ainda que, mesmo quase em cima da hora de partida do passeio, tentasse negociar com a proprietária de um belo exemplar “Equus africanus asinus”, portanto, basicamente uma burra, a possibilidade de  poder fazer o percurso montado no referido equídeo. Claro que as negociações se goraram, atenta a conhecida aspereza da geografia da zona…, e a consideração que a proprietária nutria pelo animal. Assim teve que ser a bela da KTM, a acompanhar-me nos 35 km, que me trariam de volta ao ponto de partida.

A negociar ... o transporte...

A negociar … o transporte…

O Passeio, para variar, esteve no nível a que já estou habituado, quando o BTT Ervedosa organiza o evento. As paisagens são deslumbrantes, o percurso é fantástico, tendo os participantes, este ano, sido brindados com 3 single tracks de se lhe tirar o chapéu, qual deles o mais divertido e desafiante. Umas rampas de tirar o fôlego a um comum mortal, sim, porque os mortais menos comuns, decidem não aparecer…

Das paisagens...

Das paisagens…

Os pontos de água estavam nos sítios certos, e como a temperatura  foi gradualmente subindo durante o percurso, acredito que ninguém teve sede.

A bela da merenda!

A bela da merenda!

Ainda assim, poderiam resolver esse problema, no espectacular reforço sólido e liquido com que fomos presenteados. Não faltava NADA! Existirá algo mais retemperador que umas sandes de presunto e  umas “minis”, para ganhar ânimo e força para completar os km que faltavam?

Até fui com os máximos ligados....

Até fui com os máximos ligados….

O reforço ideal para nutrir o corpo e alma para poder enfrentar uma última poderosa rampa de 3.2 km e desnível de 284 metros!

(G = ((Af – Ai) / Dt) x 100) = 8,8% pendente média.  😎 

As marcações estiveram muito bem, apenas verifiquei um erro na colocação da cal, mas de resto era impossível alguém se enganar.

Para terminar em beleza, um belo de um galo no pote, para repor completamente as energias gastas.

E é assim na Ervedosa, não me consigo cansar de elogiar aquele  pessoal que ainda consegue montar um evento com aquela categoria.

Os verdadeiros camaradas.

Os verdadeiros camaradas.

Agora, como nota de rodapé, também acabou por decorrer em simultâneo com o Passeio, um campeonato inter-regional de BTT, sob a chancela da ACB, mas por ter sido tão bem publicitado, explicado, e promovido… apenas me ocorre, dar os parabéns a todos os vencedores nas respectivas categorias.

A seguir, desejar que veja o próximo Rota do Mineiro, e ir com a barba por fazer…

Parabéns, uma vez mais para os valentes da Ervedosa!

FUI!

8 Rota do Mineiro 17-05-2015, Elevação - Distância

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Subscrever Blog via email

    Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.