Trás os Montes é Épico!

Pelo 2.º ano consecutivo, o Clube de Ciclismo de Macedo de Cavaleiros, e, a Associação VIMONT, arregaçaram as mangas para colocar no terreno mais uma etapa da série EPIC GPS.

Por ser a minha zona de eleição para pedalar, não podia deixar de comparecer.

Os Bravos que me fizeram companhia

Os Bravos que me fizeram companhia

Já tenho versado bastante, quer sobre participações que faço por terras transmontanas, quer de EPIC’s, por isso os meus estimados leitores já sabem o quanto aprecio pedalar por aquelas bandas, e pelo prazer de participar neste tipo de eventos. AQUI fica para recordar o meu relato do ano passado.

E um malho também do ano passado, que me empenou o chassis todo…

A etapa 3 do EPIC GPS Series 2016 , regressou a Macedo de Cavaleiros, localidade que aparentemente está a apostar forte no apoio aos clubes que por ali vão desenvolvendo a modalidade de BTT. Os motivos, parecem-me óbvios; a beleza da zona, a grande variedade de trilhos, e tudo centrado num dos mais bonitos lugares de Portugal. O lago do Azibo.

Aposta que parece estar a dar os seus frutos, pois parece que o n.º de inscritos para este evento em causa, terá quase duplicado, tendo o n.º de participantes, apesar das péssimas condições meteorológicas, terá andado à volta de 400.

Uma das imagens que fica bem guardada...

Uma das imagens que fica bem guardada…

Este número é quase 3 vezes mais, do que os atletas que habitualmente participam no conjunto de eventos que por ali se vão realizando, que ronda a casa dos 150, por prova ou passeio organizado. E, curioso foi verificar, que os atletas da região, não tiveram grande vontade em participar, se calhar por falta de GPS, ou por outro motivo qualquer, que não consigo descortinar. A presença das várias equipas da região teria abrilhantado ainda mais o evento.

Acabo por me sentir também orgulhoso, pelo facto de que todos os meus (muitos) amigos  betetistas daqui da zona do Porto e arredores, terem adorado a participação, fosse pela qualidade apresentada nos pontos gastronómicos, fosse pela beleza do percurso, fosse pelo verdadeiro empeno que provocava ter que pedalar em condições tão adversas, com chuva matinal, mas com os trilhos absolutamente alagados e enlameados. São inúmeros os elogios que a organização recebeu de todos, via plataforma de comunicação mundial, que é o Facebook. São inúmeros os vídeos, fotos de participantes, fotos das iguarias gastronómicas, que acabo por não ter nada de inovador para aqui mostrar. Até televisões locais acomparanham o evento. Gostei deste video do pessoal de Caldas de Aregos, que partilho acima.

Até 2017...

Até 2017…

Gostaria finalmente, de deixar aqui o meu sincero agradecimento às organizações, pelo excelente dia que me proporcionaram, e que consigam repetir para o ano que vem tudo aquilo de extraordinário fizeram,  para que ainda mais praticantes possam ter o prazer de pedalar por esssas terras fantásticas, com gente de simpatia e carinho inigualáveis. Bem Hajam!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

  • Subscrever Blog via email

    Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.